Análise de contaminação microbiana de nitrogênio líquido produzido pelo Elan2Digital:

Análise de contaminação microbiana de nitrogênio líquido produzido pelo Elan2Digital:

As análises microbiológicas foram realizadas em colaboração com o setor de doenças animais e microbiologia e o setor de microbiologia para controle de alimentos do Departamento de Ciências Veterinárias da Universidade de Sassari, Itália.
Os testes foram realizados seguindo a norma de referência ISO 11737-1: 2006 Esterilização de dispositivos médicos - Métodos microbiológicos - Parte 1: Determinação de uma população de microrganismos nos produtos. https://www.iso.org/obp/ui/#iso:std:iso:11737:-1:ed-2:v1:en


Avaliamos a carga microbiana tanto no nitrogênio líquido do dewar, antes e após a execução do procedimento de esterilização, quanto na saída de nitrogênio líquido do Elan2 evitando o contato com o dewar (para este procedimento instalamos provisoriamente um recipiente estéril em a extremidade do tubo de distribuição de nitrogênio líquido no dewar).
A esterilização foi realizada de acordo com papel GA Pessoa, com solução de EtOH 70%.

Métodos:

• Coleta de swabs da saída de nitrogênio líquido e do nitrogênio líquido acumulado no dewar, eles foram esfregados em ágar sangue e incubados por 72 horas a 37 ° C e 5% de CO2. Resultados: nenhuma contaminação foi detectada.

• Após a evaporação do líquido no dewar, uma solução salina estéril (NaCl 0,9%) foi adicionada para tocar as paredes do dewar. A solução salina foi recuperada, filtrada através de membranas, colocada em meio TSA (Trypticase Soy Agar) e incubada por 72 horas a 37 ° C e 5% de CO2. Este procedimento foi realizado em dewar antes e depois da esterilização. Resultados: nenhuma contaminação foi detectada.

• Outra membrana, após lavagem da filtração com solução salina, foi colocada em BPW (água peptonada tamponada) e incubada por 48 horas a 37 ° C, em seguida semeada em TSA a 37 ° C 72 horas. Resultados: nenhuma contaminação foi detectada.

• Semeadura direta de amostra de solução salina de lavagem em TSA, 37 ° C, 5% CO2. Resultados: nenhuma contaminação foi detectada.

Nossos procedimentos analíticos mostram que a carga microbiana, no nitrogênio líquido produzido pela máquina Elan2Digital, se presente, está em tal quantidade que não pode ser detectada pelos métodos padronizados aplicados para determinação da carga microbiana. Estamos confiantes de que o nitrogênio líquido produzido deve estar livre de contaminantes microbiológicos. Devemos dizer também que esporos e vírus não podem ser detectados por esta metodologia, a descoberta é complicada e cara.

Referências:

  • Descontaminação de tanques de armazenamento de nitrogênio líquido naturalmente contaminados, GA Pessoa et al., R. Bras. Zootec. vol.43 no.5 Viçosa maio 2014 http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982014000500004 ;
  • Esterilização de nitrogênio líquido com irradiação ultravioleta para vitrificação segura de oócitos ou embriões humanos, L. Parmegiani et al., Fertility and Sterility_ Vol. 94, No. 4, setembro de 2010, doi: 10.1016 / j.fertnstert.2009.05.089;
  • Uma revisão do risco de contaminação de sêmen e embriões durante a criopreservação e medidas para limitar a contaminação cruzada durante o armazenamento para prevenir a transmissão de doenças em práticas de TE, A. Bielanski, Theriogenology 77 (2012) 467–482, doi: 10.1016 / j.theriogenology .2011.07.043;
  • Risco de contaminação de germoplasma durante a criopreservação e
  • cryobanking in IVF units, A. Bielanski e G. Vajta, Human Reproduction, Vol.24, No.10 pp. 2457–2467, 2009, doi: 10.1093 / humrep / dep117.
Despachamos para todo o mundo

Para compras acima de R$100,00

OFF

Eletrodos com desconto

Site seguro

Protegemos seus dados